Fausto Papetti – Sax Alto E Ritmi (1960)

Fausto Papetti

Resenha do Vinil Fausto Papertti – Sax Alto E Ritmi

Sem sombra de dúvida, Fausto Papetti foi um dos saxofonistas-clarinetistas mais populares que o mundo já teve. Nasceu em Viggiù, na região italiana da Lombardia, em 28 de janeiro de 1923, e iniciou sua carreira artística em fins de 1955. Após fazer parte de algumas orquestras de jazz, começou a tocar com o grupo Campeones, no qual acompanhava o cantor Tony Dallara em discos e apresentações públicas. Em 1959, Papetti deixa os Campeones e firma contrato com o selo Durium, para atuar como músico de estúdio, acompanhando em gravações os artistas da casa. Um dia, porém, o maestro da orquestra à qual Papetti pertencia não quis gravar o lado B de um compacto simples, pois a obra escolhida, o tema-título do filme “Verão violento (Estate violenta)”, não conseguira um arranjo satisfatório. O produtor, ansioso por terminar o single, resolveu dispensar a orquestra e imediatamente requisitou sua seção rítmica, de apenas quatro instrumentos (baixo, bateria, guitarra e sax). Foi aí que o jovem Fausto Papetti improvisou uma versão pessoal da melodia. Lançado pouco depois, o disco vendeu mais do que a própria trilha sonora original do filme. Foi o início do sucesso.

Fausto Papetti desfrutou de imensa popularidade nos anos 1960/70, e cada novo álbum que lançava vendia feito água. Obteve ainda êxito considerável na Alemanha, na Espanha e em toda a América Latina, inclusive, claro, o Brasil. Suas gravações, correspondentes ao gênero “easy listening”, eram usadas como música de fundo em restaurantes , hotéis, casas comerciais, consultórios médicos e viagens de automóvel. Conseguiu sucesso principalmente com a popularização das fitas cartucho (formato que não teve muito êxito no Brasil) e cassete (este, sim, pegou por aqui), facilmente transportáveis , e chegou a lançar dois álbuns por ano. Com isso, outras gravadoras seguiram a mesma fórmula editando LPs de outros músicos de talento, como Johnny Sax ou Piergiorgio Farina. Outra característica dos LPs de Fausto Papetti era a presença, nas fotos das capas, de mulheres semi-nuas, um atrevimento e uma ousadia para a época. Sua vasta discografia (gravou também na CBS e na Fonit-Cetra) abrange mais de 50 álbuns, além de catorze compactos simples, e participações em outros discos.

Fausto Papetti prosseguiu sua carreira com sucesso e competência até falecer, em 15 de junho de 1999 (dois anos após gravar seu último disco), em San Remo, aos 76 anos, de infarto fulminante. Seu corpo foi sepultado em Ospedaletti, onde residiu por mais de 25 anos. De sua vasta discografia, o Baú de Long Playing foi buscar exatamente seu primeiro LP, “Sax alto e ritmi”, lançado em 1960 pela extinta Durium. Era a primeira das chamadas “raccolti”, como ficaram conhecidos os álbuns de carreira do saxofonista, mesclando êxitos passados e da ocasião (lançou também, paralelamente, discos temáticos). Ao longo de dezesseis faixas, aparecem os temas dos filmes “Se meu apartamento falasse (The apartment)”, “A doce vida (La dolce vita)”, obra-prima de Fellini, assinado pelo seu compositor predileto, Nino Rota, “Amores clandestinos” (“Love theme from Summer place”, este, de Max Steiner, então sucesso com as orquestras de Billy Vaughn e Percy Faith), e, claro “Verão violento (Estate violenta)”, sua primeira gravação como solista de sax, e que lhe abriu as portas para o sucesso. Sua paixão pelo jazz é expressa na faixa “Cheek to cheek”, standard do repertório popular norte-americano. Fausto Papetti ainda nos apresenta êxitos dessa mesma época: “Till”, “Too much tequila” “Sleep walk”, “Nessuno al mondo”, “Gabbie”, “Words”, “Morgen”, “Le bonheur” (então hit de Dalida), “Mare incantato”, “Ebb tide”. Tudo isso compondo um álbum que marcou o pontapé inicial da vitoriosa carreira de Fausto Papetti, incontestavelmente um dos mais populares saxofonistas de todos os tempos.

Texto: SAMUEL MACHADO FILHO.

Fausto Papetti – Sax Alto E Ritmi

Álbum: Sax Alto E Ritmi
Ano/Gravadora: (1960) Durium – ms A 77042
Intérprete(s): Fausto Papetti
Acervo: Genesystudio
Formato: Vinil – 320 kbps

Selo Lado A
A01. Sleep Walk – (Farina)
A02. Till – (Sigman – (Danvers)
A03. La Dolce Vita – (Rota)
A04. Estate Violenta – (Nascimbene – Pazzaglia)
A05. Too Much Tequila – (Burges – Pinchi)
A06. Morgen – (Deani – Filibello – Noesser)
A07. Le Bonheur (La Mia Felicità)
A08. Sulla Sabbia – (Bacci – Garlato – De Mosi)

Fonogramas Selo Lado B
B01. Words (Semplici Parole) – (Singleton – Cavanaugh – Bertini)
B02. Gabbie – (Allen – Ruben)
B03. Scandalo Al Sole – (Steiner)
B04. Cheek To Cheek – (Irving – Berlin)
B05. Ebb Tide (Bassa Marea) – (Maxwell)
B06. Mare Incantato – (Metis – Starr)
B07. Tema Dal Film ”L’Appartamento” – (Williams)
B08. Nessuno Al Mondo – (Art Crafer – Jimmy Nebb)

Sax : Mega

Alto : Zip

E Ritmi : File

4 Comentários

Deixe uma resposta