Kai Olé disco vinil de Kai Winding (1961)

Kai Ole

Resenha do Long Playing

O Baú de Long Playing traz hoje um dos maiores músicos de jazz que o mundo já teve. Estamos falando do trombonista Kai Winding, com o disco de vinil Kai Olé.

Nosso focalizado nasceu em Aahrus, Dinamarca, no dia 18 de maio de 1922, recebendo na pia batismal o nome de Kai Chresten Winding. Aos 12 anos de idade, emigrou com a família para os Estados Unidos. Passou pelas orquestras de Alvino Rey e Sonny Durham, ingressando depois em uma banda militar, onde permaneceu por três anos. Em 1946, Kai Winding ingressa na orquestra do lendário Benny Goodman, mas desponta para a fama ao transferir-se para a de Stan Kenton, pouco depois. Seu som e estilo são imitados por outros músicos de orquestras, o que eventualmente ocasionou uma mudança no som da própria orquestra de Kenton. No final dos anos 1940, tomou parte de gravações com músicos de “bebop”, e no noneto de Miles Davis, que deram origem ao “cool jazz”, trabalhando ainda com Charlie Ventura e Buddy Steart. Um dos maiores astros da era do “bebop”, Winding é mais conhecido pela colaboração de sucesso com o também trombonista J. J. Johnson (1924-2001), com o qual formou um quinteto que fez gravações para vários selos entre 1954 e 1956. Winding auxiliou Johnson a estabelecer o fraseado “bebop” no trombone, com claridade sonora e velocidade de execução impensáveis até então. Tal parceria converteu-se em um dos episódios mais importantes da história do instrumento.

Nos anos 60, Winding converteu-se em diretor musical dos “Playboy Clubs” de Nova York. Nos 70, fez parte da banda Giants of Jazz, do qual também faziam parte nomes do quilate de Sonny Stitt, Thelonious Monk, Art Blakey e Dizzy Gillespie. Por esta época, os trabalhos de Kai Winding tornam-se cada vez mais esporádicos, e o músico estabelece sua segunda residência na Espanha. Retirado da atividade musical, passou seus últimos anos de vida em Nova York, onde faleceu no dia 6 de maio de 1983, pouco antes de seu sexagésimo-primeiro aniversário.

Da discografia de Kai Winding como trombonista-solo, o Baú de Long Playing foi buscar Kai Olé, lançado em 1961 pela Verve, selo hoje pertencente à Universal Music. Produzido por Creed Taylor, conta com arranjos de Billy Byers e do próprio Winding, que participa com duas composições próprias, “Caribe” e “Que pasa?”, e revela nítida influência dos ritmos afro-cubanos, sobretudo o chá-chá-chá e o bolero. O programa inclui “To the ends of the earth” (Noel & Joe Sherman), “Amor” (Gabriel Ruíz), “Them there eyes” (Doris Tauber, Maceo Pinkard e William Tracey), “Esto es felicidade” (Bobby Collazo, Orlando de la Rosa e Nilo Menendez), “Manteca” (Dizzy Gillespie, Gil Fuller e Chano Pozo), “Les feulles mortes” ou “Autumn leaves” (Joseph Kosma), “Dansero” (Richard Hayman, Lee Daniels e Sol Parker), “Adiós” (Enric Madriguera), “Surrey with the fringe of top” (Oscar Hammmerstein II e Richard Rodgers, do musical “Oklahoma”) e o clássico bolero “Besame mucho” (da mexicana Consuelo Velasquez). Portanto, um bom álbum, técnica e artisticamente, amostra bastante expressiva da arte do trombonista Kai Winding. Pra dançar “coladinho”!

Texto: SAMUEL MACHADO FILHO

Kai Olé – Disco Vinil Kai Winding

Álbum: Kai Olé
Ano/Gravadora: (1961) Verve/Copacabana VMLP-14004
Artista(s) Participantes: Kai Winding’s Trombones And Orchestra
Artista(s) do Álbum: Kai Winding
Acervo: Sepin
Formato: Vinil – 320 kbps

Fonogramas Lado A
A01. Hacia El Fin De La Tierra (To The Ends Of The Earth) – (Joe Serman / Noel Serman)
A02. Amour – (Ruiz / Mendez)
A03. Them There Ojos (Them There Eyes) – (Tauber /Pinkard / Tracey)
A04. Caribe – (Winding)
A05. Esto Es Felicidad – (Collazo / Menendez / De LaRosa)
A06. Manteca – (Gillespie / Fuller / Luciano)

Fonogramas Lado B
B01. Hojas De Otono (Autumn Leaves) – (Mercer – Kosma)
B02. Dansero – (Daniels / Hayman / Parker)
B03. Que Pasa? – (Winding)
B04. Besame Mucho – (Velazquez)
B05. Adios – (Woods – Madriguera)
B06. Surrey With The Fringe Arriba (Surrey With The Fringe On Top) – (Hammerstein II / Rodgers)

Kai Olé – Zip

Kai Olé – Mega

Kai Olé – File

Deixe uma resposta