Mococa e Moracy – Teu Deus é Meu Deus (1972)

Mococa e Moracy

Resenha do LP

Mococa e Moracy – Teu Deus é Meu Deus.

O Baú de Long Playing tem a grata satisfação de oferecer a vocês hoje mais um trabalho da dupla Mococa e Moracy. Desta vez, apresentamos “Teu Deus é meu Deus”, o segundo LP de estúdio da dupla, editado em 1972 pela gravadora RGE-Fermata, com o selo Premier.

Logo de cara, abrindo o disco, um bolero que se constituiu em um dos maiores sucessos da querida dupla: “Copo de cerveja”, concebido por Miltinho Rodrigues e Sebastião Victor. Nas onze faixas seguintes, trabalhos assinados por compositores então renomados da música sertaneja, o melhor do melhor do gênero nessa época. “Nem uma lágrima”, por exemplo, é de autoria de Athos Campos, parceiro de Serrinha no clássico “Chitãozinho e xororó” (toada que veio a batizar a famosa dupla que todos nós conhecemos). Carlos Armando assina três faixas, a saber: “Cruel paixão” (com Alceu Lourenço), “Relógio ingrato” (com o radialista José Russo) e “Liberdade do preto” (com Batistinha). “Toda uma vida” é versão de Nélson Correia para um bolero clássico do cubano Osvaldo Farrés, no original denominado “Toda una vida” mesmo, e bastante conhecido e regravado mundialmente. Outro lendário compositor sertanejo, Goiá, dá sua contribuição a este segundo trabalho de Mococa e Moracy com “Linda mentirosa”, parceria com Amir. Léo Canhoto, da dupla com Robertinho, assina, em parceria com Marumby, “Não adianta bronquear”. “Teu Deus é meu Deus”, a faixa-título, é de autoria de Edgard de Souza, em cujo programa radiofônico Mococa e Moracy então se apresentavam todas as noites de terça-feira. Marumby ainda assina outra faixa, “Minha prece”, com Bruno Linhares. Jorge Rangel e Osvaldo Calil assinam “Maldito trem”, e Itapoã e Tupi vêm com “Ficamos assim”. Portanto, é um trabalho que apresenta Mococa e Moracy em plena ascensão, para ser ouvido e reouvido pelos que apreciam o velho e bom sertanejo das antigas, muito diferente do estilo dito “universitário” que vem infestando a mídia nos dias que correm. Confiram…

Texto: SAMUEL MACHADO FILHO.

Album: Teu Deus é Meu Deus
Ano/Gravadora: (1972) PREMIER 306.3011
Artista(s): Mococa e Moracy
Acervo: Paulo Lucio
Formato: Vinil – 320 kbps

Fonogramas Lado A
A01. Copo de Cerveja – (Miltinho Rodrigues – Sebastião Víctor)
A02. Ficamos Assim – (Itapoã – Tupi)
A03. Nem Uma Lágrima – (Athos Campos)
A04. Toda Uma Vida – (Osvaldo Farrez – Versão: Nelson Correia)
A05. Maldito Trem – (Jorge Rangel – Osvaldo Calil)
A06. Cruel Paixão – (Carlos Armando – Alceu Lourenço)

Fonogramas Lado B
B01. Relógio Ingrato – (Carlos Armando – José Russo)
B02. Não Adianta Bronquear – (Carlos Armando – José Russo)
B03. Teu Deus é Meu Deus – (Edgar de Souza)
B04. Linda Mentirosa – (Amir – Goiá)
B05. Minha Prece – (Bruno Linhares – Marumby)
B06. Liberdade do Preto – (Carlos Armando – Batistinha)

Mococa e Moracy : Mega ….. ou ….. Zip ….. ou ….. File

Deixe uma resposta