Padre Antônio Maria – A Esperança Tem Voz (1982)

Padre Antonio Maria, A Esperanca Tem Voz

Resenha do Long Playing

Para esta sexta-feira santa, o Baú de Long Playing foi buscar um dos primeiros álbuns de Antônio Maria Borges, o Padre Antônio Maria.

Filho de imigrantes portugueses, nosso focalizado nasceu no subúrbio de Magalhães Bastos, no Rio de Janeiro, a 17 de agosto de 1945. Seus pais, Francisco e Mavilla, tiveram mais dois filhos além dele, Eduardo e Carmelina. Na adolescência, o futuro padre frequentava os programas de auditório da lendária Rádio Nacional, e era também fã da Jovem Guarda.

Antônio Maria recebeu a graça do sacerdócio em 25 de setembro de 1976, na Igreja Matriz de Jaraguá, em São Paulo, pelas mãos e oração do bispo chileno D. Francisco José Cox. Durante a cerimônia de ordenação, o bispo pediu ao não-sacerdote que cantasse algo em louvor à Virgem Maria. Antônio cantou e viu nesse pedido um sinal de Deus. Antes de ir para o Seminário, em 1961, Antônio sonhava em ser apenas cantor, mas sendo ele padre, passou a usar o canto como meio de evangelização. Gravou discos no Brasil, Alemanha e Portugal, e já se apresentou em duetos com Roberto Carlos, Ângela Maria e Agnaldo Rayol, além de ter feito uma apresentação para o então papa João Paulo II. Conhecido como “o padre dos artistas”, celebrou os casamentos de Alexandre Pires, de Angélica com Luciano Huck, e até mesmo o do jogador de futebol Ronaldo Nazário, o Fenômeno, com a modelo Daniela Cicarelli, acontecido no palácio de Chantilly, na França, em 2005, e que durou apenas três meses.

Padre Antônio Maria é fundador da comunidade religiosa Filhas da Mata – Servas dos Pequeninos, com sede na cidade mineira de Extrema, que tem a missão de cuidar de crianças maltratadas e órfãs, os “pequeninos de Deus”. Atualmente, reside no Mosteiro Ain Karim, por ele fundado na cidade de Jacareí, interior de São Paulo. “Cura, Senhor” e “Feliz aniversário, Jesus” estão entre suas músicas mais conhecidas. Em 2013, publicou o livro “Pescadores de corações”, relatando os fatos mais intensos e emocionantes de sua trajetória religiosa. Com mais de 35 anos de sacerdócio, continua a sua missão de evangelizar cantando mensagens de Deus por todo o Brasil e exterior, pescando corações com a melhor “isca”: a do amor. “Não sou um padre cantor, porém, não por mérito meu e sim por misericórdia Divina, um padre que canta”.

Este “A esperança tem voz”, oferecido a vocês hoje pelo Baú de Long Playing, foi lançado em 1982 com o selo Panorâmico. São doze faixas, todas de autoria do próprio Padre Antônio Maria, tais como “Deixa que o Senhor te cure”, “Mães de Naim”, “A ovelhinha”, “A lição do polegar” e a canção-título. Um conjunto de mensagens musicais singelas e edificantes, para embalar a semana santa daqueles que prestigiam o nosso Baú de Long Playing. Boa Páscoa a todos!

Texto: SAMUEL MACHADO FILHO

Padre Antônio Maria – A Esperança Tem Voz

Álbum: A Esperança Tem Voz
Ano/Gravadora: (1982) PANORÂMICO EPD 0603
Artista do Álbum: Padre Antônio Maria
Acervo: Carlão
Formato: Vinil – 320 kbps

Fonogramas Lado A
A01. A Esperança Tem Voz – (Pe. Antonio Maria)
A02. Tiago – (Pe. Antonio Maria)
A03. A Orla Do Seu Vestido – (Pe. Antonio Maria)
A04. Boneca – (Pe. Antonio Maria)
A05. Felicidade – (Pe. Antonio Maria)
A06. Mães De Naim – (Pe. Antonio Maria)

Fonogramas Lado B
B01. O Beija-Flor – (Pe. Antonio Maria)
B02. Atire A Pedra – (Pe. Antonio Maria)
B03. A Ovelhinha – (Pe. Antonio Maria)
B04. Deixa que O Senhor Te Cure
B05. Não Sei – (Pe. Antonio Maria)
B06. A Lição Do Polegar – (Pe. Antonio Maria) (Arr.: Rocha Oliveira

Padre Antônio Maria – A Esperança Tem Voz: ZIP

Padre Antônio Maria – A Esperança Tem Voz: FILE

Deixe uma resposta