Matogrosso e Mathias – Ponto de Chegada(1990)

Ponto de Chegada

Resenha do Álbum Ponto de Chegada

Olha eles aí de novo! Sim, Matogrosso e Mathias estão de volta ao Baú de Long Playing, desta vez, as “vozes explosão” (como eram anunciados no programa “Linha sertaneja classe A”, da antiga Rádio Record de São Paulo) apresentam Ponto de Chegada, cronologicamente o décimo-terceiro álbum da vitoriosa carreira da dupla, editado em 1990 pela Chantecler/Continental de sempre.
A faixa-título e de abertura, “Ponto de chegada”, por certo muitos conhecem. De autoria de um “hitmaker” do sertanejo moderno, Joel Marques, em parceria com Maracaí, a música foi regravada recentemente por João Bosco e Vinícius, com a participação especial justamente de Matogrosso e Mathias, que a celebrizaram através do registro aqui constante. Joel assina outras duas faixas deste disco, “Bobagens” (com Alexandre) e a divertidíssima “O palco caiu” (parceria com o misterioso Centavo), que já era sucesso na ocasião, inclusive com Marcelo Costa. A dupla César e César (formada por César Augusto e César Rossini, e desfeita com a morte deste último) compôs a faixa “Minha mãe”. Martinha, o eterno “queijinho de Minas” da Jovem Guarda, assina, em parceria com Iranfe, “Nós dois nunca mais”. Novamente o lado compositor de Matogrosso aqui se manifesta, nas músicas “Pare o carro” (com DiMarco) e “Expresso boiadeiro’ (com Divanci e Durval Marques). Carlos Randall, outro autor de sucessos sertanejos, aqui comparece com “Lado a lado” (parceria com Laírton Azevedo) e “Emoção’ (com Dimarco e Luís Berto). A clássica guarânia paraguaia “Ansiedade (Ansiedad)”, sucesso inclusive com o norte-americano Nat King Cole, ganha aqui versão de Fausto Nilo e Raimundo Fagner, e quem acompanha Matogrosso e Mathias com seu grupo Los Bronces é Pepe Ávila, argentino radicado no Brasil, e autor de hits como “O divórcio”, “A pretendida” e “Amor de pobre”. Por fim, chegamos ao maior sucesso do disco: “Na hora do adeus”, assinada por Chico Roque e Carlos Colla. O próprio Chico Roque fez o registro original, em 1987, mas o sucesso foi mesmo de Matogrosso e Mathias, três anos mais tarde. E a dupla, mesmo com outro Mathias (Rafael Belchior, sobrinho de Matogrosso), continua a fazer muito, muito sucesso, em discos e shows por todo o Brasil. Portanto, este –Ponto de Chegada – é mais um trabalho de sucesso de Matogrosso e Mathias, que o Baú de Long Playing hoje oferece.

Texto: SAMUEL MACHADO FILHO

Matogrosso e Mathias – Ponto de Chegada

Álbum: Ponto de Chegada
Ano: (1990) Chantecler 2.71.405.654
Artista(s): Matogrosso e Mathias
Acervo: Paulo Lucio
Formato: Vinil – 320 kbps

Fonogramas Lado A
A01. Ponto de Chegada – (Joel Marques / Maracaí)
A02. Bobagens – (Joel Marques / Alexandre)
A03. Nós Dois Nunca Mais – (Martinha / Iranfe)
A04. Pare o Carro – (Dimarco / Matogrosso)
A05. Expresso Boiadeiro – (Divancy / Durval Marques / Matogrosso)
A06. Minha Mãe – (César Augusto / César Rossini)

Fonogramas Lado B
B01. Na Hora do Adeus – (Chico Roque / Carlos Colla)
B02. Lado A Lado – (Carlos Randall / Lairton Azevedo)
B03. Ansiedade (Ansiedad) – (José Enrique Sarabia Rodriguez / Vrs. Fagner / Vrs. Fausto Nilo) – Participação: Los Bronces / Pepe Avila
B04. O Palco Caiu – (Joel Marques / Centavo)
B05. Estradas Incertas – (Edinho da Mata / Celso Ricardi)
B06. Emoção – (Carlos Randall / Dimarco / Luis Berto)

Ponto de Chegada – Zip

Ponto de Chegada – Mega

Ponto de Chegada – File

Deixe uma resposta