Waldemiro Lemke – Música, Perfume e Beleza (1964)

 Capa Site
Álbum: Música, Perfume e Beleza
Ano/Gravadora: (1964) Chantecler CMG 2267
Artista(s) Participantes: Waldemiro Lemke e Orquestra
Artista(s) do Álbum: Waldemiro Lemke
Acervo: Jaborandio
Formato: Vinyl – 320 kbps
Obs: Mesmo passando grafite nos fonogramas A03, B02 e B03 – ficaram pequenas imperfeições.
 Fonte de pesquisa: Capa, Contracapa, Selo Lado A e Selo Lado B do Long Playing
Link Zip…….. ou …….. Link Fi 
Fonogramas Lado 2
B01. O Harém – (E. Cooper – D. Hodas – M. Wolfson)
B02. Fica Mal Com Deus – (Geraldo Vandré)
B03. The Hully Gully – (Smith – G. Smith)
B04. Quem Tudo Quer Nada Tem – (Jair Amorim – Evaldo Gouveia)
B05. Al Di La – (Mogol – Carlo Donida)
B06. Canção do Mar – (Ferrer Trindade – Frederico Brito)
Fonogramas Lado 1
A01. Vola Colomba – (Carlo Concina – Bruno Cherubini)
A02. Samba Boogie – (Mário Albanese)
A03. Berimbau – (Baden Powell – Vinicius de Moraes)
A04. Adeus Senhor Samba – (Paulo Barreiros – José Saraiva)
A05. Mas Que Nada – (Jorge Ben)
A06. Viva Meu Samba – (Billy Blanco)

 

3 Comentários

  • Francisco Miranda disse:

    VALEU!!!
    Perfeita postagem, lindo disco…
    Muito agradecido pela atenção às minhas solicitações.
    Tenho a convicção de quem não conheceu o disco deve estar se deliciando com a suavidade do som. Há décadas que procuro este disco, como já comentei aqui neste (e outros blogs).
    Puxa.
    Naqueles fantásticos anos 60’s, quando jovem aos 17 anos, eu estudava e trabalhava em rádio, lá em Minas Gerais; um belo dia, final de 64 ou inicio 65 recebemos no pacote mensal de divulgação da Chantecler uma cópia desse LP. Muito bom, bonito e cheiroso: tinha um detalhe que eu nunca mais vi em qualquer outro disco: tinha com uma mancha de perfume Lancaster (perfume da moda) na capa traseira; sempre que havia oportunidade, programava uma das faixas.
    Alguns anos depois, no nosso baile de formatura de Engenharia, o baile foi animado por essa fantástica orquestra, contando inclusive com a participação de Poly e sua guitarra havaiana…
    De tudo isso, vem minha fixação nesse disco.
    Gostaria de poder reproduzir abaixo, alguns dados sobre o maestro (da internet):

    Maestro WALDEMIRO LEMKE
    (*) – Joinville (SC), ano 1924
    (+) – São Paulo,SP em 06 de maio de 2010

    O maestro campeão dos bailes de formatura.
    Os tapinhas na perna eram tão constantes que a família de Waldemiro Lemke achava que ele vivia nervoso. Não era: Waldemiro tinha sempre uma música na cabeça.
    Nascido em Joinville, numa família de músicos, ele aprendeu ainda garoto a tocar violino. Morou em Blumenau (SC), onde conheceu a mulher, Ingeborg, e depois em Santos (SP). Lá, tocou num cassino da Ilha Porchat.
    Quando se mudou para SP, Waldemiro assumiu o contrabaixo num grupo de jazz.
    Trabalhou nas TVs Paulista, Excelsior e Cultura, foi jurado num programa da rádio Nacional apresentado pela Hebe, e aí se tornou maestro, tendo sido um dos grandes arranjadores da época (discos Columbia, RGE, Chantecler, etc.)
    Nos anos 60 e 70, teve a “Waldemiro Lemke Coral e Cordas”, uma orquestra de baile com mais de 30 integrantes que se apresentava por SP, Minas e Paraná.
    Brincava que era o campeão das formaturas. Mas quando elas foram tomadas pelas aparelhagens eletrônicas, a orquestra se desfez.
    A partir daí, trabalhou para a Copacabana Discos, fazendo arranjos para Jair Rodrigues, Chitãozinho & Chororó, Zezé Di Camargo & Luciano, entre muitos outros.
    Em seu último dia, já com sequelas de um acidente vascular cerebral, segurou a mão do filho, Taza, e fez que tocava piano nela.
    Ele morreu aos 85, de insuficiência respiratória. Deixa viúva, dois filhos, dois netos e um bisneto, que está aprendendo flauta.
    (Estêvão Bertoni – Folha Online)
    Abraços, sem palavras pra agradecer

Deixe uma resposta